O município de Dois Lajeados situa-se na Encosta Superior do Nordeste, fazendo parte da Microrregião 484 Guaporé -RS, sua população é de 3.334 habitantes.
Por sua situação geográfica privilegiada, no entroncamento das Rodovias RS 129 e RS 431, a cidade é elo de ligação de três importantes regiões do Rio Grande do Sul: Serra, Vale do Taquari e Planalto.
A colonização de Dois Lajeados iniciou-se nos primeiros anos do século XX com a vinda de imigrantes italianos, 85% oriundos de Garibaldi e Bento Gonçalves, e posteriormente alemães e poloneses. Em 01 de junho de 1905, instala-se a primeira escola pública.
Em 1912 é registrado no povoado a existência de pequeno número de famílias, entre as quais as famílias de Antônio Franciosi, Antônio Trentin, Antônio Cover, Teodorico Ronchetti, João Cervieri, Virginio Brandini, Aurélio Berton e Luiz Ziglioli, este último fora o primeiro professor da escola. Ainda em 1912, foi construída a primeira Capela de madeira, iniciativa dos moradores do povoado e arredores, tendo como Padroeiro São Roque. Em 1915, o centro telefônico foi instalado, em 1918 contava com a correspondência do Banco Nacional do Comércio, aos cuidados do Sr. Luiz Ziglioli, mais tarde transformado em escritório, sob a gerência do mesmo. A 09 de maio de 1921 é criada a Paróquia de São Roque, sendo designado Pároco, em 11 de maio, o Pe. João Constanzo, então Provincial da Congregação de São Carlos no Rio Grande do Sul
ORIGEM DO NOME
O nome Dois Lajeados é originário da existência de um córrego com duas nascentes, uma a nordeste e outra a sul da sede do Distrito. Ambas receberam o nome de "Lajeado".
Os dois braços das nascentes inspiram o nome "Dois Lajeados".
 EMANCIPAÇÃO
O trabalho para a conquista da emancipação iniciou-se em 1985 quando surgiram as primeiras idéias de independência. Dois Lajeados, juntamente com os Distritos de São Valentim e Santa Bárbara, convocou, através de suas lideranças, uma reunião para que fosse eleita a Comissão de Emancipação no dia 12/09/85, onde realizou-se essa reunião com a presença de mais de 500 moradores.
A partir daí foi dado andamento ao processo na Assembléia Legislativa do Estado, solicitando credenciamento da Comissão. Em 03/03/86, através do processo nº. 7886/85- 3 a Assembléia Legislativa credencia oficialmente a Comissão. Daí em diante, o trabalho se deteve na elaboração do processo. Em 12/11/86 o Poder Legislativo cria a Lei 8221 que autoriza a consulta plebiscitária nos 3 Distritos, pertencentes ao Município de Guaporé.
Esta foi a primeira vitória da Comissão Emancipacionista, juntamente com a comunidade, que passou a fazer um trabalho de conscientizar toda a população das vantagens que as comunidades teriam em se emancipar.
Dia 20 de setembro de 1987, realiza-se, enfim, o plebiscito, tendo como resultado final 2392 votos pelo SIM, 292 pelo NÃO, 15 votos em branco e 17 nulos. A partir desta data cabe ao povo de Dois Lajeados escrever a sua história.