Foi aprovado por unanimidade na Sessão da Câmara de Vereadores na noite de ontem, dia 10, o projeto de lei proposto pelas bancadas dos partidos PP e MDB que dá ao ginásio de esportes o nome de “Ginásio Municipal Poliesportivo Cláudio Bregolin”.
De uma simplicidade sem igual, Cláudio Bregolin, ou o Cadi, como era carinhosamente conhecido por todos, dedicou grande parte de sua vida ao esporte doislajeadense. Fazia este trabalho com muita garra e paixão. Em épocas mais antigas, quando Dois Lajeados começou a se emancipar, não haviam recursos para serem destinados ao esporte, mas como um idealizador e apoiador de todas as práticas esportivas, Cadi juntava alguns amigos e promoviam campeonatos e torneios com recursos próprios.
Natural do Distrito da Fazenda Fialho, São Valentim do Sul, Cláudio Bregolin nasceu no dia 29 de março de 1957. Filho de Guilherme Bregolin e Ignês Lidovina Sardi Bregolin, mudou-se para Dois Lajeados aos 15 anos. No dia 21 de dezembro de 1991 casou-se com Cristiane De Pizzol Frighetto Bregolin e a partir de então, residiram sempre em Dois Lajeados. “Ele era uma pessoa que dava tudo de si, não se importava de tirar dinheiro do próprio bolso pra que os meninos que não tinham condições financeiras pudessem viajar pra jogar futebol fora do município, por exemplo. Se doou de corpo e alma, mesmo que a saúde dele não o ajudasse, ele fazia porque era apaixonado por isso”, conta Cristiane, completando que ajudar e fazer parte disso era o sentido da vida dele.
Cadi fundou, juntamente com alguns amigos, o Palmeiras e o DLFC. Foi jogador, técnico e presidente. Também foi um idealizador das escolinhas de futebol, um professor de ética, responsabilidade e dedicação ao que fazia. Era responsável por toda área esportiva, desde a organização de eventos até a limpeza do campo e do ginásio. Ele certamente nos deixou um legado muito importante, que marcará para sempre a história dos esportes municipal e regional.

Créditos das fotos: divulgação